SSDPFRJ marca presença em ato da UPB-RJ que pede modificações em texto da Reforma da Previdência – SSDPFRJ
Voltar para Notícias
09/05/2019

SSDPFRJ marca presença em ato da UPB-RJ que pede modificações em texto da Reforma da Previdência

O secretário-geral do SSDPFRJ e presidente da Ansef-RJ, Iranilmo Lopes, esteve presente nas manifestações organizadas pela União dos Policiais do Brasil do Rio de Janeiro (UPB/RJ) nesta segunda (6/05) e terça-feira (7/05), no Aeroporto Santos Dumont, no Rio. O objetivo era sensibilizar e colher assinaturas dos parlamentares fluminenses para uma emenda parlamentar, de autoria do deputado federal Hugo Leal (PSD/RJ), que pretende alterar a PEC 06/2019. Além de Iranilmo Lopes, outros 20 representantes de entidades que compõem a UPB/RJ estavam presentes. Os deputados Paulo Ramos (PDT) e Chiquinho Brazão (Avante) assinaram a lista de apoio à emenda. O ex-senador Eduardo Lopes (PRB) e os deputados Alessandro Molon (PSB), David Miranda (PSOL) e Talíria Petrone (PSOL) foram abordados pela UPB-RJ.

“A emenda é sobre modificação do sistema previdenciário social. Ela estabelece as mesmas garantias que os militares estão tendo na reforma específica deles pros policiais poderem ter esses mesmos direitos. Queremos isonomia entre as polícias”, explicou o vice-presidente do SINPRF-RJ, Marcelo Novaes.

O diretor da APCF-RJ, o perito criminal federal Roberto Vieira, destacou que o texto apresentado pelo governo retira da Constituição a questão da atividade de risco, aumenta o tempo de atuação do policial que já exerce atividade desgastante, fixa uma idade mínima para aposentadoria e não diferencia o tempo de serviço de homens e mulheres.

“É importante que o governo reconheça que a nossa atividade é no mesmo nível de risco que a dos policiais militares e bombeiros. Preocupa porque a qualidade do serviço vai cair. Como vamos ter policiais idosos nas ruas? É uma profissão que depende de estar em plenas condições físicas”, lembrou.

“Do jeito que está (Reforma da Previdência), não passa. Eles vão ter que aceitar as modificações, as inclusões”, afirmou o deputado federal Chiquinho Brazão (Avante) em conversa com os policiais.

Outras mobilizações estão marcadas para o mês de maio em aeroportos do Brasil com as UPBs locais e uma nacional, em Brasília, no dia 21. A UPB-RJ é composta pelo SSDPFRJ, Ansef-RJ, SINPRF-RJ, Sind-Degase, Sindsistema Penal-RJ, Colpol-RJ, Sindpol-RJ, ANEPF, APPOL-RJ e APCF-RJ,ABMERJ, APPOL e AFP.