Presidente do SSDPFRJ e da Ansef/RJ prestigiam lançamento de livro de APF na sede do SSDPFRJ – SSDPFRJ
Voltar para Notícias
13/06/2018

Presidente do SSDPFRJ e da Ansef/RJ prestigiam lançamento de livro de APF na sede do SSDPFRJ

No dia 25 de maio, o APF e escritor, Silvério da Costa Oliveira, servidor da PF há 10 anos e ex-professor universitário, lançou seu primeiro título de ficção, o romance ‘O grande segredo: a história não contada do Brasil’, em que conta o lado B da história política do Brasil. A ocasião foi celebrada com uma tarde de autógrafos e coquetel na sede administrativa do SSDPFRJ e contou com a presença do presidente do sindicato, Luiz Carlos Cavalcante, e do presidente da Ansef/RJ, Iranilmo Melo Lopes, além dos associados, amigos e familiares do agente.

“Como autor é emocionante esse momento de receber calor humano, apertar a mão dos colegas e partilhar essa conquista com eles e com a família. Agradeço a presença e o incentivo. É como uma formatura, o nascimento de um filho. Tem um simbolismo porque é um projeto de vida, uma coisa difícil de realizar. Foram três anos preparando o livro. Acho importante marcar com uma festa para os amigos, dar um ponto final. Em geral, o brasileiro não tem o hábito da leitura, mas os que gostam de ler ou abrem uma exceção estão apreciando. Teve um colega da PF, por exemplo, comentando sobre um personagem de modo muito empolgado”, diz.

O livro

No livro, o autor aproveita de sua formação em história para contar outra história que não ensinam nas escolas. Ele faz um retorno à época em que o Rio de Janeiro era capital do Brasil e local de onde saíam as decisões políticas que reverberavam em todo o país. Dois pesquisadores, um professor de história e um arqueólogo, são contratados para investigar uma ossada descoberta em uma sala secreta do Palácio do Catete, local em que moravam os presidentes do país. Enquanto realizam o trabalho, eles são monitorados por grupos sigilosos e passam a correr perigo. Entra em cena o outro protagonista da estória, o policial federal aposentado Joanir que faz a segurança dos professores. Através deste personagem, Silvério mostra, de forma lúdica, os tempos antigos da PF.

“Esse livro é como ‘O Código Da Vinci’, só que do Brasil. 98% dele são de fatos históricos. É uma história não-oficial que poderia ser possível. Imagino a morte de JK, de Vargas e, mais recentemente, do Eduardo Campos como sendo propositais e não, acidentais ou por suicídio. Fiz um exercício de imaginação. É polêmico”, declara.

O livro de 668 páginas é uma publicação do Clube de Autores e pode ser encontrado na internet e no site do autor (www.doutorsilverio.com ). A versão impressa custa cerca de R$ 60,00 e o e-book, R$ 15,00.