História – SSDPFRJ
Voltar para Home

História

SSDPF/RJ nasceu da vontade de um grupo de mudar condições de vida e trabalho dos servidores da Polícia Federal

      Muitas greves e lutas em defesa dos policiais federais e pela preservação do serviço público de qualidade marcaram o surgimento do Sindicato dos Servidores do Departamento da Polícia Federal do Estado do Rio de Janeiro, o SSDPF/RJ, fundado em 1990, época de grande agitação política.

        Mas a história do SSDPF/RJ teve início em 1989, quando um grupo de policiais federais do Rio de Janeiro começou a se organizar com o objetivo de promover mudanças nas condições de vida e de trabalho dos servidores da Superintendência Regional da PF.

        Quase um ano depois, em 22 de agosto de 1990, este grupo conseguiu, enfim, fundar o Sindicato, que tem sido peça fundamental na engrenagem dos profissionais que movimentam o Departamento de Polícia Federal no Estado do Rio.

     Com o aumento considerável da demanda sindical envolvendo o servidor em todas as esferas, a instituição vem se tornando cada vez mais uma importante parceira na estrada profissional dos mais de 1.700 filiados (entre ativos e inativos e pensionistas), em um universo de mais de 5000 pessoas, considerando os dependentes.

      Ao longo de seus 26 anos, o SSDPF/RJ garantiu inúmeros benefícios, com vitórias expressivas alcançadas em prol da categoria. Desde Daniel Santos (primeiro Presidente) a Luiz Carlos Cavalcante (eleito para o triênio 2015/2018), significativos eventos vêm ocorrendo no sentido de mobilizar a categoria.

     Nos âmbitos jurídico, político, legislativo e sindical, conquistas emblemáticas se acumulam na história do SSDPF/RJ, com benefícios tanto para servidores da ativa quanto para aposentados. Na área administrativa, o Sindicato vive uma gestão sustentável com reservas financeiras e patrimônio sólido.

Sede Própria

    O primeiro endereço do Sindicato foi uma pequena sala na sede da Associação Nacional dos Servidores da Polícia Federal (Ansef), dentro da Superintendência Regional do Rio de Janeiro. Em seguida, outra sala foi alugada. Dessa vez, na Avenida Presidente Vagas, no Centro do Rio, de onde a instituição seguiu para o conjunto de três salas na Rua do Acre, também no Centro, adaptado para atender às necessidades dos associados. Para oferecer infraestrutura de excelência, à altura da dignidade dos policiais federais, o Sindicato adquiriu em 2006 a tão sonhada sede própria. Um andar inteiro, em uma área de 260 metros quadrados na Avenida Venezuela, 3. Totalmente reformado, o espaço conta com auditório e as mais modernas instalações.

        Para incentivar a integração e proporcionar lazer aos seus associados, o Sindicato do Rio tem ainda duas sedes campestres: uma em Pedra de Guaratiba, Zona Oeste do Rio; e outra na cidade de Macaé, no Norte Fluminense.