FENAPEF SE REÚNE COM NOVO MINISTRO DA JUSTIÇA – SSDPFRJ
Voltar para Notícias
07/06/2017

FENAPEF SE REÚNE COM NOVO MINISTRO DA JUSTIÇA

Na manhã de ontem, terça-feira (6) a diretoria da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), juntamente com o deputado federal, Aluísio Mendes, se reuniu com o novo ministro da justiça, Torquarto Jardim, e o diretor geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, para tratar do panorama atual da PF e de temas de interesse da carreira.

Participaram do encontro o presidente, Luís Antônio Boudens, o vice-presidente, Flávio Werneck, a diretora de comunicação, Magne Cristine, o diretor parlamentar, Marcus Firme e o diretor social e de aposentados do SINPEF/MG, Marco Aurélio Bolpato.

Uma das pautas defendidas pela Fenapef foi a retomada da discussão da Lei Orgânica da Polícia Federal, que trata da estruturação da carreira. A retirada do PL 6493/07 do Congresso Nacional também foi discutido durante o encontro. “Estivemos hoje com o ministro para pontuar todos os nossos projetos de Lei que estão em tramitação no Congresso Nacional e para colocar a Fenapef a disposição para apresentação de seus argumentos junto a Polícia Federal”, explicou o presidente Luís Boudens.

O ministro se dispôs a conhecer melhor a Fenapef e suas reivindicações para tomadas de novas decisões no que diz respeito a gestão do órgão. “Essa reunião com o ministro da justiça foi muito importante para esclarecimentos, pois a PF está no foco de muitas discussões, principalmente em torno de possíveis mudanças”, garantiu Boudens.

O Vice-Presidente da Fenapef, Flávio Werneck, destacou para o Ministro da Justiça a necessidade alteração da Lei nº 4878/65, que trata do regime disciplinar da Polícia Federal, tendo em vista que referida lei é contemporânea do AI-2 (ditadura) e contém tipos punitivos amplos que possibilitam perseguições e injustiças nos procedimentos disciplinares. O projeto de alteração do art. 43 e seguintes já tem relatório para o texto, no âmbito do Ministério da Justiça.

O deputado federal, Aluísio Mendes, garante que “a modernização da Polícia Federal, assim como sua equiparação às polícias mais eficientes do mundo requer uma carreira estruturada e regulamentada em Lei Orgânica”.

Torquarto assumiu a pasta no último no dia 30 de maio, substituindo o ex-ministro Osmar Serraglio. Em sua posse, o ministro afirmou que ouviria a Fenapef para tomar qualquer decisão acerca da Polícia Federal.

Agência Fenapef