Da Guerra Federal para a Transnacional: lançado segundo volume da série Guerra

Obra dos escritores Renato Júnior e Laurejan Ferraço amplia o domínio do Cangaço Urbano

Quem leu Guerra Federal – Retratos de Crimes Violentos no Brasil , de Renato Júnior e Laurejan Ferraço, foi apresentado a um universo que oscila entre a realidade, a imaginação e as experiências de um agente da Polícia Federal que acompanha o surgimento do novo cangaço no sertão nordestino.

O policial Renato Júnior ressurge agora com contornos ainda mais reais em Guerra Transnacional: Operações policiais entre o real e o imaginário – do Brasil para o mundo.

Se, no livro anterior, Renato deparou com um cenário onde transitavam personagens como chefes de quadrilha de assalto a bancos e carros-fortes, traficantes de drogas e armas, chefes de facções, policiais dedicados e outros bem afastados dos padrões de correção impostos a um agente da lei, agora ele se vê às voltas com uma nova modalidade de roubo que se consolidou com o novo cangaço.
Temos, nessa nova obra, o domínio quase total das cidades por grandes grupos criminosos que praticamente controlam o sistema prisional brasileiro.

O plano desse intrincado esquema de cartel marginal e organizado é promover grandes assaltos, levantar fortunas para financiar um objetivo muito concreto de poder.

Renato acaba no meio desse turbilhão quase empurrado por uma sucessão de catástrofes. E serve de inspiração para o surgimento de uma nova protagonista, que fará uma descoberta fantástica e revolucionária, capaz de impactar o futuro da humanidade.

O novo livro da série Guerra está à venda pela plataforma Amazon, no formato eBook Kindle. São 159 páginas para ler de um fôlego só.

 

Fonte: FENAPEF

Notícias