Voltar para Notícias
26/03/2015

Categoria rejeita projetos de lei que transformam a carreira de policial federal

Rejeição por esmagadora maioria! Esse foi o resultado da pesquisa eletrônica feita pela Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) nos últimos dias 23 e 24com escrivães, papiloscopistas e agentes (os EPAs), sobre os Projetos de Lei 6.493/09 e 1.952-B/07, que tratam da transformação dos cargos da carreira de policial federal. Por articulação da Direção Geral da PF, as duas propostas quase foram à votação na Câmara dos Deputados, mas acabaram retiradas da pauta do dia com a forte e rápida intermediação da Fenapef.

Sobre a conduta da Direção-Geral da PF, que descartou a participação de representantes de todos os servidores nas propostas legislativas, 99,81% dos policiais federais entrevistados –  quase a unanimidade – exigem que haja a participação democrática na elaboração de propostas que repercutirão nas vidas de todos os servidores.

A pesquisa – Com base nos registros sindicais cadastrados, foram enviadas 9.867 convocações por e-mail para a pesquisa, com 521 servidores manifestando sua opinião, numa taxa de participação superior a 5%. Em termos estatísticos, uma amostra extremamente significativa, com margem de erro inferior a 5%. A Fenapef continua multiplicando suas linhas de ação política e parabeniza todos os sindicalizados que participaram da pesquisa, comemorando mais esta demonstração cidadã e democrática. Veja os resultados:

Resultados – Em relação ao Projeto de Lei 6.493/09 (que transforma o cargo de delegado da PF em agente político no exercício de todas as competências do órgão, e transforma todos os demais servidores em auxiliares), 98,83% dos entrevistados rejeitam a proposta. Já o Projeto 1.952-B/07 (que mantém dispositivos repressivos da Lei 4.878/65, usada historicamente para perseguir servidores por meio de recursos produzidos na ditadura militar), a rejeição foi de 96,07%.

Mais uma batalha vencida com a atuação aguerrida de dirigentes sindicais e aparticipação de sindicalizados, ações que sensibilizaram congressistas preocupados com a defesa da democratização na Polícia Federal e da união das mais diversas entidades representativas. Veja abaixo os resultados da pesquisa, e mais detalhes em www.fenapef.org.br.